Sinal da Cruz

Tristão da Silva

Na pequena capelinha
Da aldeia velha e branquinha
Dei à maria da luz
Uma cruz de pôr ao peito
E um juramento foi feito
Pelos dois sobre essa cruz

Juro ser tua, disse ela
E eu disse juro ser teu
E pelos vitrais da capela
Entrava a bênção do céu

Passavam-se os meses
E o tempo corria
E todas as vezes que eu via a maria
Sozinha e menina
Dizia-lhe assim
Maria da luz
Tu és para mim
O sinal da cruz
Da cruz pequenina

Mas um dia, há sempre um dia
Que nos rouba a fantasia
Maria entrou na capela
Esquiva, pé ante pé,
Vi que o meu símbolo de fé
Não brilhava ao peito dela

Quis perguntar-lhe pela jura
Porém, de fé já perdida
Vi que não vinha segura
Tinha outra cruz na vida

Passavam-se os meses
E o tempo corria
E todas as vezes que eu via a maria
Com más companhias
Dizia-lhe assim
Maria da luz
Tu és p'ra mim
O sinal da cruz
Da cruz dos meus dias
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados