Carta fora

Varal Roots Reggae

Enquanto o coro come
A policia dorme
Enquanto o filho chora
A mãe ao vê
Enquanto do outro lado o sertão implora
Enquanto houver fome o homem irá sofrer

Aaaa vai....

As conseqüências do poder
Que oprimem sem restrição
Joga as cartas e dita as leis
Não importa a coroação

A maior das angustias é ver seu filho
Lhe dizendo Pai eu preciso comer
E voltar-se em prantos lhe dizer agüenta
Amanha é outro dia verei o que vou fazer

Não prendo ao sistema não
Eu não preciso de correntes
Me arrastando pelo chão
Não faço parte desse jogo
Sou carta fora do baralho
Na Babi eu taco fogo
O fogo que queima a discriminação
O fogo que queima toda opressão
O fogo que arde a chama é milenar
E a mente constante em evolução
Afio a navalha com informação
E corto a carne de quem quer me maltratar

Me pego em tristeza
Mais ninguém entende
Fronteiras e mares que atravessei
Nunca aponte seu dedo a quem não conhece
Somos a semelhança da suprema lei

Pois é...

As conseqüências do poder
Que oprimem sem restrição
Joga as cartas e dita as leis
Não importa a coroação

Não prendo ao sistema não
Eu não preciso de correntes
Me arrastando pelo chão
Não faço parte desse jogo
É Sou carta fora do baralho
Na Babi eu taco fogo

E a mente constante em evolução

Sai pra la!
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados