Tempo

Versos que Compomos na Estrada

Tempo posso te pedir um segundo
Fique um pouco
Fique um pouco mais

Sei não sou tão paciente contigo
E fique um pouco
Fique um pouco mais

Que enquanto esqueço lá fora
Passa por dentro outra hora
Reconstituo o que se desfaz

Passe devagar pra mim
Devagar pra mim
Tempo eu te confesso
Sempre o quanto mais te quero és
Tão cruel

Quando o mundo se esquece de nós
E a gente fica um pouco
Fica um pouco aflito
Sem versar
Sem ver céu
Sem ventar
À deriva num mar de papel

Passe devagar pra mim
Devagar pra mim
Tempo eu te confesso
Sempre o quanto mais te quero és
Tão cruel

Devagar pra mim
Devagar por mim
Tempo eu te confesso
Sempre o quanto mais te quero és
Tão cruel
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados