A Raiz

Zafrica Brasil

Zumbiê, zulu, zâmbia.
Saurê, zaire, sarava mama.

Salve quilombola.
O fruto remanescente áfrica.
Pais origem, brasil.
Salve quilombola...

A essência, a origem, o costume, a historia, a raiz...
Mantenha a raiz.
Salve zumbi, salve.

Hei, zumbi é o senhor das guerras.
Hei, zumbi é o senhor das demandas.
Hei, quando zumbi chega.
É zumbi que manda.

Salve, mantenha a raiz, zumbi.
Saudação zafrica.
Chica da silva (jorge bem)

Semba, o batuque, através da dança a escolha surge samba.
Origem brasil, carro forte da nossa cultura milenar.

Sou preto velho do morro, quelé caboclo do samba.
Rei de palmares z, zumbi saurê preto bamba.
Toque de gil, zé quete, chego trincando num bob marley.
Sigo a origem até a morte.
Falta cultura na periferia.

A partir dos quilombos dos palmares, iniciava-se a consagração.
De zumbi dos palmares, que através dos seus quilombos.
Com seus negros já existentes, havia também índios e brancos pobres.
Dando inicio a uma miscigenação nacional, onde tribos, raças, cores, costumes, transformava-se em brasileiros, dando um aspecto unânime do que hoje somos, o maior pais mestiço do mundo conheça de onde viemos.
Zafrica brasil.

Enraizados, somos branquindiafros, som com faro do mato.
Tupiaui, apok ao chui, e ai, zafricalize, a origem.
Bater um plá com oba, ogunhê, he-hê, há-há.
Bambulele, bambulala, a muita dificultura.

O som, a musica que vem da rua.
A fala, a rima, o ritmo, a poesia.
Nasce dentro de um povo, mostrando saídas.
Pra vida, a favela agora tem voz ativa.

Antigamente quilombos, hoje periferia.
Hip-hop, samba rock, rap, funk, ragga.
A fala, a batida quebrada, timbal, baixo, bumbo e caixa.
Misture com levadas zafrica, cultura realista a fusão, quem diria.

He falta cultura na periferia...
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados