Ouvir Música

Trenzinho da Vida

Zé Fortuna & Pitangueira

Nossa vida é um trem de ferro os dias são os dormentes
Que suportam todo o peso de nosso padecimento
O destino é o maquinista, o amor é folhas ao vento
O esquecimento é a fumaça, que fica quando o trem passa, rodando prá vida a dentro.

Na estaçãozinha da infância é que o trem dá a partida
Carregado de inocência, na linda aurora da vida
Da janela da existência se vê as campinas floridas
O trem só corre no plano e vai até os quinze anos sem nunca encontrar subida.

Na estação da mocidade que é a idade de amar
Tem muitas moças querendo junto com a gente embarcar
Só uma segue viagem destino a estação final
E depois de cada filho, é mais um vagão no trilho, que a gente tem que arrastar.

Daí por diante o trenzinho, fica mais lento e pesado
Lotado de compromisso tem que subir o serrado
Os campos beirando a linha ficam feio e desfolhado
É o carrascal da velhice, bem distante da planície, que ficou lá no passado.

A estação de chegada é velha e enegrecida
É onde o trenzinho pára, da viagem percorrida
Nossa carga de pecado, lá no fim é conferida
Quando a bagagem pesada, for toda descarregada, na estação do fim da vida.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados