Valium

Zero Bhala

Dói em mim
Dói por ser fim
Ao mesmo tempo em que agradeço de sofrer
Sei que é ruim
E enquanto meço, me desfaço de um amor
Mais um amor
É lindo combustível, propulsor sem fim
Sopra meu ser
Vilão me leva ao céu, me tomba no chão

Não, a história é sempre assim, é como um refrão
É tiro de festim
O amor é agonia e dói em mim

Não, a história é sempre assim, e é como um refrão
É tiro de festim
O amor da eu foria à solidão
A história é sempre não
E dói bem mais em mim
Se o ciclo não tem fim
O amor é sempre não
A história é sempre assim
É como um refrão
É tiro de festim
O amor é agonia e dói em mim
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados