Galo Índio

Abel e Caim

Estou apaixonado feito um meninote
Amo uma pessoa com muito desvelo
Mas levei um fora que me deixou doido
Com uma terrível dor de cotovelo

A danada é linda feito garça branca
Mas está fazendo eu perder os cabelos
Ela é mais arisca do que uma potranca
Dessas que tem banca e que reluz o pelo

De mulher assim o amor não tem preço
Se eu apanho é porque mereço
De mulher assim o amor não tem preço
Se eu apanho é porque mereço

Fui na casa dela pra matar saudade
Pois quem sente amor não tem dia nem hora
Desci no terreiro e entrei na varanda
Feito um galo índio arrastando a espora

No primeiro abraço ela foi notando
Marcas de batom no colarinho afora
Com a unha afiada ela foi rasgando
A minha camisa e me mandou embora

De mulher assim o amor não tem preço
Se eu apanho é porque mereço
De mulher assim o amor não tem preço
Se eu apanho é porque mereço

Mas eu não sou homem de perder parada
Passo lá na venda e tomo uma da boa
Vou na casa dela na cara e coragem
E rasgar o verbo pra essa peoa

Homem que é homem não foge da luta
Ele se enrola, mas não desentoa
Se ela quiser eu vou mudar de vida
Fazer desta prenda a minha patroa

De mulher assim o amor não tem preço
Se eu apanho é porque mereço
De mulher assim o amor não tem preço
Se eu apanho é porque mereço
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados