Mulher da Minha Vida

Chullage

Seriam precisas milhões de palavras para te dizer
Quanto sou grato, por tudo o que fizeste para não
Me faltar comer no prato
O quanto me maltrataste para me poderes dar um
Bom trato, se eu me ajoelhasse perante uma
Imagem ela seria o teu retrato, pelo tanto que
Limpas-te, pelo quanto cozinhas-te, por tudo o
Que aturas - te para me criar eu agradeço
O meu amor por ti é como o teu por mim não tem
Preço, às vezes fazes anos e apenas um beijo eu
Te ofereço, mas é por falta de paka, não é porque
Te esqueço, nunca esqueci ou esquecerei, toda a
Tua luta, tu mesmo me disseste que para nada me
Faltar, se fosse preciso tinhas sido prostituta, mas
Graças a Deus não foi preciso, sempre houve pão
E às vezes uma fruta, porque mesmo sem escola
Sempre foste uma mulher bue'da astuta
E mesmo que agente as vezes discuta, sempre
Que erro chego á conclusão que tens razão
Quando me das um sermão e dizes meu filho para
E escuta, só que o mundo traiu-te e hoje é pela
Vida a tua disputa, mantém a fé porque tal como
Não chutas os teus Deus os seus filhos nunca
Chuta, e todas as noites eu peço por na minha
Oração, todas as noites eu penso em ti e em tudo
O que escrevi nesta canção

Não há palavras para descrever a tua luta e o teu
Empenho, rimas não chegam para dizer a
Gratidão que te tenho, tanto sofreste para nos
Criar e nunca te deste por vencida, rainha
Africana, mulher da minha vida

Não há palavras para descrever a tua luta e o teu
Empenho, rimas não chegam para dizer a
Gratidão que te tenho, tanto sofreste para nos
Criar e nunca te deste por vencida, rainha
Africana, mulher da minha vida

Eu não me esqueço do teu olhar cansado á frente
Do fogão, depois de um dia de trabalho a limpar a
Casa de algum patrão, com o pai longe algures
Em alguma construção, ainda tinhas força para
Nos dar educação, preparar a refeição, às vezes
Não era muito mas não dormia de barriga vazia
Naquela barraca fria, que quando anoitecia
Chovia e fazia ventania, nos assustava com o
Barulho feroz da chapa de zinco que batia, e só a
Tua coragem nos acalmava, e o teu calor nos
Acolhia, embora digas que não, muito a ti devo
Por na minha vida és a pessoa com mais relevo
Não sei se estarás viva para ouvir aquilo que
Agora escrevo, mas pensar em ti morta é algo que
Eu nem me atrevo, não sabes como é difícil olhar
Para ti naquela cama, a ser consumida por um
Cancro que já te deixou sem uma mama, em
Tratamentos e operações sempre te mantiveste
Forte, disseste que enquanto não nos criasses não
Te renderias á morte, reformada a trabalhar para
Trazeres aquela paca, manteres vivos os teus
Filhos e em pé aquela barraca, hoje vejo - te fraca
Mas peço - te que não desistas, faz com que a vida
Seja mais uma das tuas conquistas

Não há palavras para descrever a tua luta e o teu
Empenho, rimas não chegam para dizer a
Gratidão que te tenho, tanto sofreste para nos
Criar e nunca te deste por vencida, rainha
Africana, mulher da minha vida

Não há palavras para descrever a tua luta e o teu
Empenho, rimas não chegam para dizer a
Gratidão que te tenho, tanto sofreste para nos
Criar e nunca te deste por vencida, rainha
Africana, mulher da minha vida

Foi dureza tud dia pa bo podê da nos pom e let
Pa da nos força e sabedoria pa no podê safá na
Ghetto, foi bo que ensinam lutá pam conquistá
Respet, ergui cabeça com orgulho sempre ques
Chamass mi pret, mim prendê mut mas que bo
Sabedoria de Kriola, do que mentira que durant
Tont temp mandrong ensinam na escola, porque
Semp mim oiá na bo um mudjer mut espert, dis
De mnininha na Portugal bo escoê camim cert
Hoj nha sonh era ranja dinher pa mandob pa Cab
Verd, pa bo pode descansa bo corp tê Deus
Chamob pa sê pert, de quualquer manera dona
Bia bo sabê mimkrebu tcheu, tud hora mim ta
Pedi pa bo que mom estindid pa ceu, quand mim
Tiv nha problemas bo sabê foi bo que judam
Necessidade foi bo que tram, hoj mim kria
Rekompensob ma vida ka krê tcham, ma mim ta
Amob tont quant bo vida bo amam, e dent de nha
Coraçon pa semp bo ta kumpanham

Não há palavras para descrever a tua luta e o teu
Empenho, rimas não chegam para dizer a
Gratidão que te tenho, tanto sofreste para nos
Criar e nunca te deste por vencida, rainha
Africana, mulher da minha vida

Não há palavras para descrever a tua luta e o teu
Empenho, rimas não chegam para dizer a
Gratidão que te tenho, tanto sofreste para nos
Criar e nunca te deste por vencida, rainha
Africana, mulher da minha vida

Dedicado a todas as mães que criaram os seus filhos nos ghettos
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados