Entre o Carmo e o Pontal

Éverton dos Andes

Na beira do Rio Tocantins
Entre Carmo e Pontal, nasceu Porto
O remo de Félix Camoa
Traz a história na proa, para quem quiser cantar

Porto que já foi real
Porto imperial, Porto Nacional

Na beira do Rio Tocantins
Quis a história assim
E essa gente se fez

De pedra, suor, sangue e saudade
Construíram a cidade há tempos atrás
Do pôr-do-sol ao novo dia
Do "cabaçaco" a alegria de viver

Porto,
É tão doce amar você
Porto,
Que me viu cantar, não há de me ver sofrer

É bom demais viver aqui
Acordar com a Catedral
E curtir a Avenida Beira-Rio
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados