Castigo de Dona Benta

Irmãos Divino

No pomar de Dona Benta
Gente estranha não entrava
Tinha fruta em quantidade
Mas não vendia e não dava

E as crianças da escola
Quando por ali passava
Se pedia uma laranja
Dona Benta ainda xingava

Mas um dia Dona Benta
De tardezinha sondou
E viu quando um garotinho
No seu pomar penetrou

E na mesma laranjeira
Onde o menino roubou
Uma fruta mais bonita
Dona Benta envenenou

E logo no outro dia
O seu plano foi acertado
O garotinho levou
O seu fruto envenenado

E Dona Benta enxergando
Não teve dó do coitado
Vortou pra casa contente
Esperando o resurtado

Mas quando chegou na casa
Sua filha não achou
Foi perguntá pra vizinha
E a mulher lhe contou

Sua filhinha saiu
Disse, a senhora deixou
Foi na venda comprá bala
E até agora não vortou

Na frente da sua casa
Um carro logo parou
Nos braços de um policiar
Sua filha ela enxergou

Meu Deus, o que aconteceu?
Dona Benta perguntou
Sua filha está morrendo
Foi assim que ele falou

E Dona Benta chorando
Sua filha recebeu
Perguntou pra coitadinha
O que foi que aconteceu?

E antes dela morrê
Sua pergunta respondeu
Só chupei uma laranja
Que um garotinho me deu
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados