Filho do Diabo

Irmãos Divino

Este causo aconteceu
No estado da Bahia
Severino de Arbuquerque
Sua esposa era Luzia
Ele era um valentão
Só gostava de arrelia
Com dez anos de casado
Nenhum filho não queria
Por causo de não ter filho
Eles brigavam todos os dia

Um dia de tardezinha
A mulher pegô a dizê
De que vale ter um marido
E não ter gosto pra vivê
Se Deus me mandasse um filho
Que bão que havia de sê
Severino ficou bravo
Ele falou sem querê
Só se for filho do diabo
Eu arranjo pra você

Severino disse aquilo
E saiu muito enfezado
Foi andando pela estrada
Num lugar arretirado
Encontrou um menininho
Tão bonito e tão corado
Lá na beira do caminho
Ele tava abandonado
Trouxe o menino pra esposa
E teve pena do coitado

A mulher ficou contente
Quando viu o garotinho
Ela foi pegar o pente
Pra penteá seu cabelinho
Tomou um susto de repente
Quando viu os dois chifrinho
Não sabia essa inocente
Que o menino era um diabinho
Mesmo assim ela disse
Ele vai sê o nosso filhinho

Quando ela disse isso
Uma voz arrespondeu
De pé na beira da cama
O diabo apareceu
Na presença do chifrudo
Foi que o valentão tremeu
O diabo virou e disse
Esse menininho é meu
Carregou ele nos braços
E os dois desapareceu
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados