Roubei a Fazendeira

José Mendes

Fui pialado de uma gaúcha bonita
Que meu coração palpita
É linda mesmo de verdade
Desde o momento que eu vi essa gaúcha
Tem um laço que me puxa quase morro de saudade
Foi numa festa, fui com ela conversar
Era linda de encantar, desta gaúcha gostei
Foi nesta hora que eu fiz a tentativa
Deixei ela pensativa e seu amor eu conquistei

Um certo dia ela pra mim escreveu
E na carta esclareceu toda sua grande dor
Tinha uma cerca que a nós dois separava
Que seu pai não concordava com nosso grande amor
Na mesma hora eu escrevi a resposta
Mandei junto uma proposta
Vou mostrar minhas qualidades
Pois esta cerca que tem um dia eu desmancho
E vou buscar você pro rancho para nós ter felicidade

De manhã cedo, isto era num domingo
Eu montei no meu pingo e fui passear lá na fazenda
Em poucas horas eu cheguei na casa dela
Olhei lá na janela, estava linda minha prenda
Dei oh de casa, e o velho com a cara feia disse
Moço você apeia e puxe o pingo pro galpão
Aí no gancho pode pendurar o pala
E vamos passando pra sala pra tomar um chimarrão

E no assunto com o velho eu falei
Pra ele me apresentei sou cantor e violeiro
No pé da letra me respondeu
No momento minha filha pra casamento
Só casa com fazendeiro
Esta resposta me feriu até a alma
Mas eu não perdi a calma, mas tremeu a minha voz
Ele me disse: Aí perto mora um vizinho
Vou mandar buscar um pinho pra você cantar pra nós

Veio o violão e no momento eu afinei
E todos da casa saudei, só fiz verso de ideia
E com destreza eu solava o violão
E o velho achando bom, piscava o olho pra velha
Na retirada o velho não morou nada
Quando foi de madrugada eu roubei a sua filha
Vivemos bem nesta vida de casado
Sou o genro mais estimado de toda sua família
Vivemos bem nesta vida de casado
Sou o genro mais estimado de toda sua família
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados