Revista Proibida

Paulo de Paula

Desfolhando uma revista proibida
Eu vi você despida no meu pensamento
Desesperado para meu quarto corri
Pra chorar as escondidas
Pelo amor que perdi

E umas lutas de lágrimas sentidas
Caíram no lençol que você tanto amassou
Com esta pose de modelo você ri
Enquanto eu aqui vou sentindo imensa dor

A cada página que eu passo é um martírio
O meu corpo em delírio vai queimando por você
E de repente tudo em volta vai girando
No escuro eu delirando
Chego até adormecer
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados