O Dia Em Que Os Instrumentos Morreram

Prana

No dia em que os instrumentos morreram
Só se ouviam vozes a lamentar
Que lembravam tarde, quem cedo esqueceram
E que agora nunca mais vão voltar

No dia em que os instrumentos morreram
Não se ouviam sinos a badalar
Não se tocaram hinos que os mestres escreveram
Só um coro triste chorava a cantar

E quem foi que fintou o verão?
E quem levou as vozes da canção?
E fez os dias sempre iguais?
Porque quem foi embora não vai regressar mais

No dia em que já não se ouvia nenhum som feito cor
E qualquer nova sinfonia eram ecos de uma dor
Por muito que alguém viva só, se aprende a sofrer
E só se dá valor ao que se tem quando se deixa de ter
E só se dá valor ao que se tem quando se deixa de ter

E quem foi que fintou o verão?
E quem levou as vozes da canção?
E fez os dias sempre iguais?
Porque quem foi embora não vai regressar mais

(Não vai regressar mais)
(Não vai regressar mais)
(Não vai regressar mais)

E quem foi que fintou o verão?
E quem levou as vozes da canção?
E fez os dias sempre iguais?
Porque quem foi embora não vai regressar mais

E quem foi que fintou o verão?
E quem levou as vozes da canção?
E fez os dias sempre iguais?
Porque quem foi embora não vai regressar mais
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados