Ouvir Música

De Ouvido a Ouvido

Realidade Cruel

Realidade Cruel

De ouvido a ouvido


2.000 e pá...daquele jeito muleque!

K.a.r.o pra finalizar L...

Firme nos fronte de batalha!

-O JOGO é loko...

Nós viemos mais loko que O JOGO

(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no JOGO
Batendo de frente sem medo
De volta na selva os pipoca aqui géla.

Mais uma vez aqui estou e pra muitos serei critica
O mano que fala em pról do crime ou mal da polícia
Que desafia a censura oculta de merda
Que ainda proclama a cultura que exalta a favéla
Que fala sempre de bandido, de tiro, de sangue
Que tem o raciocínio exclusivo pra modo operante
Negativo porque sinto processos de extermínio
E quantas vezes ainda mal interpretado nos hinos
Mundo que vivo e o que vejo no fundo é o que escrevo
Desde Gênesis apocalipse é só o começo...
(Do Fim!)...Vai vendo ai...(cêis não acreditava!)
Os Tsunami, os terremoto do Haití...(Ou na Biblia Sagrada!
E se tem bala esfacelando o crânio de inocente,
dificilmente cês vão me ver no Faustão sorridente)
-Te entendo bem e olha que a missão
(Transcede no Rap e ainda bota em cheque os cuzão)
-Se cantar, escrever...(Não tem sido necessário)
-E muitas vezes que o inimigo caminha ao lado
Te oferece alguns dia de alegria
Depois injéta ódio e tristeza pru resto da vida.

(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no jogo
Batendo de frente sem medo
De volta na selva, os pipoca aqui géla.

Euuu...tive lá e vi ninguém falou pra mim
Voltei com a alma mais escura que o próprio Nanquim
Renasci e te digo e olha que num foi fácil
Sobreviver em meio aos perigos do quadrilátero
(-Da solidão e não há flor!)...onde é raro o amor
(-Onde o ódio faz morada aliado ao rancor)
-E só se for...
(-Que mentindo eu te agrado jogo fora as mais de
100 canções e muto a minha voz das rádios
da internet ou da onde possa ouví-la
componho os belos poemas sem a violência que incíta
Segundo você que diz que é ultrapassado...)
-Mas tem fúria na mão do fiél e traçante no campo minado
(-E fica claro que pra nós seu mundo é outro...)
Enquanto tiver sangue no Arco-íris nóis tamo no JOGO.

(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no JOGO
Batendo de frente sem medo
De volta na selva, os pipoca aqui géla.

Intão ai é pesadão memo o bagulho é nervoso
Do sul de Porto Alegre ao norte do Mato Grosso
Periculoso a nossa musica é bomba sonora
Que educa, que retruca sempre de forma insólita
(A cada crime cometido,a cada inocente baleado,
a cada juiz corrompido, a cada presídio rebelado)
-Tem uma mina aqui disposta a narrar nos verso
ainda mais se tiver criança arremessada do alto dos prédio
Não vim pra entende nada e nem encena filme
Se pá nas caminhada de granada e dinamite
(-De glóck, de Ak ponto 50 arma potente
Pra abater em meio ao perímetro o judas eminente
Em ato suicida pronto para o comando
O alvo, a mira, na luz do laser perde o crânio
(-Filho da puta não intende, não bate de frente
se esconde em Twitter em orkut pra falar da gente)
-Verme pique enrrustido zé povinho mascarado,
minha honra é ser dígno e ser zica naquilo que falo
(-Nosso estilo é gangsta rap de favéla
letras que falam e não medem as consequências que géla
os inimigo, os covarde, os pilantra
o certo é o certo no Capão ou na Ceilândia)
E pode pá aciona que é nóis o bagulho é louko...
(-Nossa voz ta no ar...!)Direto dos calabouço.


(Refrão:.2x)
De ouvido a ouvido pode pá que é nóis memo"
Tamo envolvido bandido no JOGO
Batendo de frente sem medo
De volta na selva, os pipoca aqui géla.



Letra enviada por CABRAL
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados