Labirinto

Sibberia

Quanto tempo levarei pra encontrar a mim mesmo
Meu horizonte e a tênue linha do desfiladeiro
Quantas eras nos separam de um dia de sol
Do último passo, daquele encontro casual

Minha boca seca quase amarga
Os meus olhos já não dizem quase nada
Não há medo nem cansaço
Não há sorte nem acaso

E na parte que me cabe
Do teu sonho quem sabe
Do que eu não vejo, do que eu só sinto
Quando me escondo em seu labirinto
Tua presença me faz entender

Minha boca seca quase amarga
Os meus olhos já não dizem quase nada
Não há medo nem cansaço
Só a luz dos teus olhos em meus braços

E na parte que me cabe
Do teu sonho quem sabe
Do que eu não vejo, do que eu só sinto
Quando me escondo em seu labirinto
Tua presença me faz entender
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados