Desandar

Soldados da Pista

Dois corpos suados, entrelaçados.
Difícil contar o que acontece quando tranca-se o quarto
Desarranca o sentimento reprimido, instintivo.
Ideias insanas acabam me persuadindo
Perco o controle nessa louca viagem
Sem demagogia, as palavras se esvaem.
Olha seu relógio, acelera a sua hora.
Um minuto aqui dentro parece um dia lá fora
Toda timidez vai ficando para trás
Começou agora e tem gostinho de quero mais.
Toca a minha alma de uma forma eficaz
Abalo sísmico que tira a minha paz
Toda a concentração no ato libidinoso
Mantendo a calma, com a corda no pescoço.
Desregulando meu sistema nervoso.
Nessa hora já perdi até o domínio do meu corpo

Me dá mais um segundo pra eu poder me preparar
E olhar malicioso já sei até no que vai dá.
Deixa o clima rola, deixa seu corpo falar.
Se existe só um caminho eu prefiro desandar (2x)

Fecha a porta e apaga a luz
Só teu cheiro já me seduz
E os nossos corpos nus combinam os tons de azuis
Do céu nessas horas cada um faz seu papel
Pode ser de treta lá em casa ou no quarto do motel
Não tem hora e nem lugar, nem tem como evitar.
Rápido ou devagar, só não pede pra parar.
Porque se parar perde o clima.
Eu por baixo e tu por cima altas horas da matina
Eu nem esquento pra cortina
Deixo a janela aberta que é pra mudar rotina
Quem para repara que tá rolando algo estranho
No auge do prazer um arranhão eu ganho
Deve ser porque eu sempre bato e nunca apanho
E quando tu vai embora, nos pensamentos eu narro
Tudo que ficou na memória e acendo aquele cigarro
Teu cheiro grudado em mim, coisas que me deixam afim.
Quem dera se esse momento nunca tivesse fim.

Me dá mais um segundo pra eu poder me preparar
E olhar malicioso já sei até no que vai dá.
Deixa o clima rola, deixa seu corpo falar.
Se existe só um caminho eu prefiro desandar (2x)

Ao som da Winehouse o incenso completa a vibe,
Incontestáveis sensações por dentro da epiderme invadem.
Neblina é ar de montanha, a luz no clima de baile
Dispensa o Kama-sutra amor gostoso é no freestyle.
Prazeres conturbadores, mordidas causando ardores,
Sussurros provocadores, tapa na cara sem dores,
Dois corpos celestiais no grande infinito inflama,
Gemidos angelicais no universo da minha cama.
Seu corpo é uma linha tênue entre o inferno e o céu,
Seu beijo é o crime perfeito pelo qual eu sou o réu,
Nosso amor é desse jeito maior que um simples motel
Na esmeralda do Sparta no pique de lua de mel.
Onde banheira vira piscina com shampoo e óleo de cheiro
Na cama faz de chiclete a fronha do travesseiro.
Eu puxando o seu cabelo em um movimento infartante
Lua de mel dos amantes bem melhor que o simples lance!.

Me dá mais um segundo pra eu poder me preparar
E olhar malicioso já sei até no que vai dá.
Deixa o clima rola, deixa seu corpo falar.
Se existe só um caminho eu prefiro desandar (4x)
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados