Ouvir Música

Ato de Bravura

Tião Carreiro e Pardinho

Estou numa guerra quente, subindo a temperatura
Uma mulher e dois homens, a parada vai ser dura
Os dois doentes por ela, é um só que vai ter cura
Eu jogo a casca no fogo, ponho ovo na gordura
Pela mulher que eu amo, todo o meu sangue derramo
Não entrego a rapadura

Eu jurei que ela é minha, e não quebro a minha jura
Se eu perder essa parada, troco até de assinatura
Por esse amor tão forte, eu faço qualquer loucura
Eu tenho um Smith Wesson, tanto corta como fura
Com ele eu abro ala, na hora que eu mando bala
Eu clareio a noite escura.

A menina vive presa, e está muito bem segura
Debaixo de sete chaves, segredo na fechadura
Tem uma guarda severa, para lhe dar cobertura
Só tem guardas escolhidos, dois metros e dez de altura
Vou vencer esta batalha, a menina é a medalha
Pro meu ato de bravura

Eu roubei essa menina, meu anjinho de candura
Da cabeça até os pés, ela só tem formosura
Hoje eu digo para ela, apertando na cintura
Meu bem escapei com vida, sem cair na sepultura
Confesso de coração, minha vida era um limão
Agora virou doçura.

Eu comprei uma casinha, só falta passar a escritura
Está no tijolo à vista, sem reboque e sem pintura
Mas dentro tem uma joia, que muita gente procura
Para mim caiu do céu, essa linda criatura
Minha casinha modesta, não é um castelo em festa
Mas tem amor com fartura
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não