Milagre de Santo António

Vicente da Câmara

Encontrei abandonada
Uma rosa que te dei;
Tão triste olhei-a desolada
Quase morta, desprezada
Que tive pena e parei

Foi bela sem ter igual
Hoje triste e pobrezinha
Não tive culpa afinal
Que de mim pensasses mal
E não quisesses ser minha

Mas Santo António que
estava
Ali perto, em oração
Pediu-me se lhe
emprestava
Essa flor que eu tanto
amava
E levantara do chão

Entreguei-lhe o que pedia
E ele rezou novamente
Era noite, fez-se dia
E a rosa que envelhecia
Fez-se em botão de repente
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados