Colina Maldita

Bezerra da Silva

Eu sou do pico da Colina Maldita
Vim pro asfalto, pra cantar partido alto
E, se você não acredita, diz um verso
De improviso, só pra ver como é que fica

Lá no pico da colina
Não existe covardia
Malandro respeita trabalhador
E dá toda garantia

Eu já vi com esses olhos
Que a terra há de comer
Malandro de fora cobrando pedágio
Levar tanto tiro até esmorecer

Eu sou do pico da Colina Maldita
Vim pro asfalto, pra cantar partido alto
E, se você não acredita, diz um verso
De improviso, só pra ver como é que fica

A malandragem da colina
Também não anda na mão
Usa sete-meia-cinco, três-dois
Quatro-cinco e três-oitão

E o bom malandro da colina
Que comanda a transação
Ele tem escopeta, tem metralhadora
Bomba-lacrimogênio, fuzil e canhão

Eu sou do pico da Colina Maldita
Vim pro asfalto, pra cantar partido alto
E, se você não acredita, diz um verso
De improviso, só pra ver como é que fica

A colina só é maldita
Pra quem é maldito também
Mas se o malandro souber chegar
É tratado muito bem

Agora deram uma blitz na colina
Deram coronhada, piri, pescoção
Mas também levaram eco da escopeta
De metralhadora, fuzil e canhão

Eu sou do pico da Colina Maldita
Vim pro asfalto, pra cantar partido alto
E, se você não acredita, diz um verso
De improviso, só pra ver como é que fica
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados