Pode Ser

Andréia Dacal

Pode ser
É claro de ver
O que vier
O coração
Me coloco a prova
Para mostrar
Não foi tudo em vão
Foram muitos indecisos
Conflitos
E o pavor
Do desconhecido
Mas descobri o sentido
Enfrentando o perigo
Destemida assumida
Ouça
Os sinos anunciam
Na dúvida a verdade
Aparece
Correndo contra o tempo
Esquece
Sem enfrentar
Curar
Padece
Colando escombros
Carrega nos ombros
O que não te serve
O que não nos serve
Porque é
Incapaz de entender
Nunca disposto a perder
Destila o fel antes de beber
Antes de bebê
Enquanto aqueço a alma
Em devoção
Fracos não são fracos
Ao se darem as mãos
Corrente positiva
Frente inconformista
Vários aliados
Sem pegar atalho
Gostando ou não
Gostando ou não
Pode ser
É claro de ver
O que vier
O coração
Me coloco a prova
Para mostrar
Não foi tudo em vão
Vivemos em um pavio
Um processo de carburação
Motivo para manter a
Plena atenção
Assíduo na sinopse
Da nossa condição
Brasil
Ainda guarda o grito de libertação
Nada vem em vão
Tudo vira inspiração
Para uma nova geração
Quem sabe
Romper as amarras da
Irrealidade
Marchando de mãos dadas
Chega de mãos atadas
Ponho minha mão no fogo
Para os pureza que estão na mata
Rimas improvisadas servem como carvão
Para manter acessa a chama da revolução
Sozinho sou semente
Contigo somos caule
Com ele somos galhos
E assim seremos arvores
Pode ser
É claro de ver
O que vier
O coração
Me coloco a prova
Para mostrar
Não foi tudo em vão
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados