Dona Cislene

Dona Cislene

Dona Cislene veio me perguntar
Sobre um tal de luis Henrique
Um trote de um celular
Sabadão dia das mães
Meus filhos vêm me visitar
E a velha era louca
Só pensava em fumar

Corre dela
Foge dela
Se esconde da Cislene
Mas não come a bala dela

Ela parou, virou, sorriu
E a gente se escondeu
Não deu muito tempo
E de novo ela desceu

Corre dela
Foge dela
Se esconde da Cislene
Só não come a bala dela
Corre dela
Foge dela

Cislene uma coroa engraçada
Que gostava de fumar
Com meninos inocentes
Que só queriam tocar
Um reggaezinho e um red hot
Uma coquinha e um guaraná
Eles saíram pra beber
E encontraram ela

Corre dela
Foge dela
Se esconde da Cislene
Só não come a bala dela
Corre dela
Foge dela

O cachimbo vai na boca
Não se sabe o que vai dentro
Se é tabaco ou maconha
A brisa bate com o tempo
Dona Cis, uma senhora
Parece uma chaminé
Moradora da Asa Norte, 112 bloco E

Corre dela
Foge dela
Se esconde da Cislene
Só não come a bala dela
Corre dela
Foge dela

Corre dela
Foge dela
Se esconde da Cislene
Só não come a bala dela
Corre dela
Foge dela
Só não come a bala dela
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados