Duas Severas

Fernanda Maria

Em tempos que já lá vão
Na mouraria viveu
A severa que á canção
Do fado mais vida deu

Imperou na fadistagem
E cantou em muita espera
E é prestando-lhe homenagem
Que hoje existe outra severa

É na severa que todos ouvem
Fado castiço á desgarrada
É na severa que toda a gente
Passa contente, até madrugada
É na severa que tem mais glória
Cantando a história do seu passado
E é na severa, nesse ambiente
Que a gente sente que o fado á fado

Ninguém já o vê nas hortas
Nem nas esperas de gado
Em que ela deu horas mortas
Era sempre o desejado

Hoje as pessoas amigas
Já todas sabem de cor
Que na severa as cantigas
Têm sempre mais sabor
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados