Num Fandango de Campanha

Grupo Redomão

No sarandeio da prenda no sapateio do peão
Entre alegria e fuzarca da gente do meu rincão
Se aquerencia o Rio Grande no aconchego de um galpão
Pra um entreveiro bagual ao som de gaita e violão

E assim nos fins de semana
A gauchada se assanha
E vai curar as feridas
Num fandango de campanha

É calorão de braseiro esses fandangos do pago
É a vida que incendeia é sonho, afeto e afago
Dança, prosa e cantoria com sabor de mate amargo
Festerê na madrugada alma encharcada de trago

A noite flor de morena dengosa e toda faceira
Chegou montada no orvalho pronta pra dançar vaneira
É a prenda mais cobiçada que apareceu na fronteira
Com maquiagens de lua toda enfeitada de estrelas.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados