Samba-Enredo 1996 - Brasil, Um País Com Nome de Tinta

G.R.C.S. Império de Casa Verde (SP)

Vento sopra forte
Vou atravessar o mar
Balançando nas ondas
De azul e branco
Sou Império a desfilar

Vento sopra forte
Vou atravessar o mar
Balançando nas ondas
De azul e branco
Sou Império a desfilar

Emoldurando meu Brasil
Em aquarela
Desde os tempos de Cabral e suas caravelas
Vindos de terras distantes
A procura de riquezas naturais
Deparou-se com a madeira
Em nossas florestas tropicais
Índio, o real dono da terra
Foi induzido a colaborar
Com o espancamento da madeira
Fonte de riqueza do lugar

Pintou madeira, meu Brasil
Vamos pintar as cores do arco-íris
Nesta festa popular

Pintou madeira, meu Brasil
Vamos pintar as cores do arco-íris
Nesta festa popular

No meu país tudo é mais belo
O Sol clareia suas matas verdejantes
Cachoeiras e cascatas
Refletem o luar de prata
Enriquecendo esta beleza fascinante

Gira baiana
Ao som da batucada
Fazendo o povo
Balançar na arquibancada

Gira baiana
Ao som da batucada
Fazendo o povo
Balançar na arquibancada
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados