Sensação de Cinza (Sol de inverno)

Itsari

Choroso cinza que veste a cidade
Mas cinzenta é, como todas as outras são

Seja a de São Pedro, São Paulo ou São Sebastião
Sem idealização, fantasia de felicidade
Sem rubor do pecado, da embriaguez, da verdade
Sem calor, sol de inverno, frio brilho à visão

As tardes mais azuis, se não desbotadas, desilusão
Tão melancólico rei astro, imperial majestade

Traz calor
Langor desfaz
Cinéreo senso
Distrai
Torpor do tédio em cor
Distrai
Fina chuva arde
Desfaz

Baixa névoa dissolve

Desesperançosa paisagem gelada
Enredo à amargura, trama aveludada

Se sorvido sua força não tenha o desalento
Dê vida ao fictício que escrevo a meu contento

Toque minha pele, creste até estar ardente
Queime e me faça sentir vivo novamente
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados