Ouvir Música

Flor Madrugueira

Jairo Lambari Fernandes

FLOR MADRUGUEIRA

Noites grandes campos largos
E um amargo pra os recuerdos
Sombras grandes no arvoredo
Luar bebendo canhar
Onde a flor da madrugada, esperei por mais de ano
Vem sorver meus desenganos num mate pra minha amada
E a luz que vem lá do céu e traz envolta num véu
Pra matear na noite calma
Meus olhos buscam a ternura
Da face morena e pura luzindo a paz da tua alma

Mesmo num banco vazio
Teus olhos claros de rio
Trazem a paz que mereço por amar quem já partiu
A saudade é como um frio que encaranga corpo e alma
E quando vem nos traz a calma ao meu semblante sombrio
E neste sonho acordado, te sinto flor madrugueira
Abrindo as minhas porteiras pra afogar a solidão

No silencio do galpão
Entre a paz do teu aceno
Choram dois olhos morenos
Pra dor de um só coração

Naquela tarde sombria
Eu sentia a dor de tantos
Que plantam no campo santo
Mais que um pedaço de si
Me ajoelho pensando em ti
Numa prece frente a cruz
Que Deus te de paz e luz
E acalme um pouco meu pranto

E a luz que vem lá do céu e traz envolta num véu
Pra matear na noite calma
Meus olhos buscam a ternura
Da face morena e pura luzindo a paz da tua alma

Mesmo num banco vazio
Teus olhos claros de rio
Trazem a paz que mereço por amar quem já partiu
A saudade é como um frio que encaranga corpo e alma
E quando vem nos traz a calma ao meu semblante sombrio
E neste sonho acordado, te sinto flor madrugueira
Abrindo as minhas porteiras pra afogar a solidão
No silencio do galpão
Entre a paz do teu aceno
Choram dois olhos morenos
Pra dor de um só coração
Pra dor de um só coração
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados