1. 1

    Mestre Ambrósio - Fuá na Casa de Cabral

  2. 2

    Mestre Ambrósio - Caninana

  3. 3

    Mestre Ambrósio - José

  4. 4

    Mestre Ambrósio - Pescador

  5. 5

    Mestre Ambrósio - Chamá Maria

  6. 6

    Mestre Ambrósio - Gavião

  7. 7

    Mestre Ambrósio - Sêmen

  8. 8

    Mestre Ambrósio - Usina (Tango No Mango)

  9. 9

    Mestre Ambrósio - Povo

  10. 10

    Mestre Ambrósio - Pedra de Fogo

  11. 11

    Mestre Ambrósio - Três Vendas

  12. 12

    Mestre Ambrósio - Coqueiros

  13. 13

    Mestre Ambrósio - Se Zé Limeira Sambasse Maracatu

  14. 14

    Mestre Ambrósio - Sóis

  15. 15

    Mestre Ambrósio - Vó Cabocla

  16. 16

    Mestre Ambrósio - Fazenda Cacimba Nova

  17. 17

    Mestre Ambrósio - Pé-de-calçada

  18. 18

    Mestre Ambrósio - Esperança (Na Mata Eu Tenho)

  19. 19

    Mestre Ambrósio - No Bojo da Macaíba

  20. 20

    Mestre Ambrósio - Vida

  21. 21

    Mestre Ambrósio - A Roseira (Onde a Moça Mijou)

  22. 22

    Mestre Ambrósio - Fera

  23. 23

    Mestre Ambrósio - Lembrança de Folha Seca

  24. 24

    Mestre Ambrósio - Pipoca Moderna

  25. 25

    Mestre Ambrósio - Sol e Lua

  26. 26

    Mestre Ambrósio - Trupé (queimar carvão)

  27. 27

    Mestre Ambrósio - Carneirinho

  28. 28

    Mestre Ambrósio - Espírito da Mata

  29. 29

    Mestre Ambrósio - Estrela Amazona

  30. 30

    Mestre Ambrósio - Feira de Caruaru

  31. 31

    Mestre Ambrósio - Maria Clara

  32. 32

    Mestre Ambrósio - Mestre Guia

  33. 33

    Mestre Ambrósio - Os Cabôco

  34. 34

    Mestre Ambrósio - Saudade

O gavião
Acordou de manhã cedo
Quem rasteja o chão tem medo
de ver gavião voar

Sentindo o frio
Que o vento da manhã traz
Vira o pescoço pra trás
Solta um grito de assustar

Bebeu da água
Da corrente do baixio
Quantos peixes tem no rio
Nunca pensou perguntar

Mora na mata
Porém ninguém sabe onde
Que o gavião não se esconde
Tem jeito pra se encantar

Montou no vento
Pra ouvir o que o vento ensina
Toda ave de rapina
Entende o vento falar

Chegou voando
Desceu por cima da serra
A sua visão não erra
Não tem quem possa escapar

Pousou no pau
Por lá ficou de vigia
Recebendo a brisa fria
Esperando alguém passar

Estica a asa
Balança se espreguiçando
Fica tranqüilo esperando
O momento de atacar

De lá de cima
Tudo no mundo conhece
E até seu grito parece
Com o mergulho de caçar

Desceu ligeiro
Pegou bicho pela unha
Nunca sobrou testemunha
Que se possa confiar

Não tem vivente
Como o gavião do vale
Nem lei no mundo que cale
Sua voz de governar

Playlists relacionadas Ver mais playlists

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados