Ouvir Música

Favela

Mocóca & Paraíso

O dia era gelado
Cena triste foi aquela
O trator era mais largo
Que a largura da Viela
Ouvi que alguém gritou
Meu Deus até a Capela
Corriam mães com os filhos
Enrolados nas flanelas.
E a Lei com a voz ativa
Dava ordem coletiva
De despejo na favela.

Trator na primeira na praça
Derrubou o barracão
Vi de cabeça pra baixo
Um bercinho e um fogão,
Uma cadeira de rodas,
Um chocalho e um bastão
Era o espelho da heroína,
Da criança e do ancião.
Mais pra frente eu vi que tinha
A imagem da santinha
Que traz a casa na mão.

Favela, Favela
Quantos sonhos dentro dela.
Favela, Favela
Quantos sonhos dentro dela.

Junto a estatua ainda eu vi
Amarrado um bilhetinho
Ó minha Santa Efigênia
Eu vos peço com carinho
Que logo a minha família
Mude pro nosso cantinho,
E que seja como aqui
Um lugar de bons vizinhos.
Assinado Sonia Reis
Do Barraco trinta e seis
Lado esquerdo do riozinho.

Conforme o trator passava
Derrubando o favelão
No peito de do Sonia
Parava o Coração
Deus olhando o seu pedido
E o barraco ali no chão
Lhe deu uma casa igual
A que a Santa traz na mão
E atendendo o bilhetinho
Deus lhe deu como vizinhos
Os Anjos da imensidão.

Favela, Favela
Quantos sonhos dentro dela.
Favela, Favela
Quantos sonhos dentro dela.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não