Manual Prático de Malandragem

Pevirguladez

Num belo dia estava em casa
Onde um sol quente duro de lascar

De boca seca e sem nenhum no bolso
Então pensei: tico e teco é hora de funcionar

Assim nasceu o meu melhor insight
Do breve tempo de minha pouca idade

Peguei prancheta, um papel e lápis
E produzi a mais bela obra de arte

Manual prático de malandragem
Onde mané ganha habilidades

Tão poderosas que fazem covarde
Ser respeitado em toda comunidade

Mas para isto ganhar mais destaque
Precisarei de um perfeito marketing

Jornais, revistas, outdoor e sites
Pra propagar esta onda pela cidade

O manual te dá poder, te dá inteligência
Mas se você for burro, não ganha inteligência
Malandro não é mané, mané não é malandro
Será que cê entendeu do que que eu tô falando

Não precisa enganar, muito menos embromar
Se souber contar história, todos vão acreditar

Parto do alvo mais fácil, status, fama, requinte
Sujeito endinheirado, mané com menos de vinte

O que ele quer: o nosso estirpe
Tirar onda de gatão sem pagar de boutique

Primeira parte do livro eu deixo logo visível
Que o perfil do mané, é meio tosco, insensível

Não sabe tratar mulher, não sabe ser bom patrão
Não trata bem funcionário, não dá aperto de mão

Nunca para num boteco, não transita pela lapa
Só conhece zona sul, nunca foi lá na baixada

È caguete dos bons, parece noticiário
Não entendeu o manual, e foi lá no dicionário

Pra descobrir que malandro é o oposto de otário
E mesmo assim acha bonito e muito hilário
O manual te dá poder, te dá inteligência
Mas se você for burro, não ganha inteligência
Malandro não é mané, mané não é malandro
Será que você entendeu do que que eu tô falando

É tanto trouxa no mundo, negócio inexplicável
Meu manual é sucesso, agradeço aos otários

Que souberam de início que não ia ser fácil
Essa vida de malandro não é pra pela-saco

Tem que tá preparado, tem que ser experiente
Não pode dar pernada, nem com a língua nos dentes

Não precisa ser decente, mas ser inteligente
Usar arma de fogo é coisa de delinqüente

Somente a consciência, a astúcia e a mente
É o caminho certo para chegar lá na frente

Termino o epílogo, exaltando o passado
À malandragem reverência, como aos antepassados

O mané não entendeu nada, achou engraçado
Releu três vezes e não entendeu o enunciado

Nunca vendi malandragem, nem passei de mão beijada
Mas comprovo que pastel nunca será empada

O manual te dá poder, te dá inteligência
Mas se você for burro, não ganha inteligência
Malandro não é mané, mané não é malandro
Será que você entendeu do que que eu tô falando

Mas o que é o manual ?
Um barato bem legal

Onde malandro é o tal
E otário passa mal
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados