Hip-Hop Puro

Thaíde

Vamo que vamo

Quando eu me lembro
Dos tempos da são bento
Vamos dizer, no começo do movimento
Quando nem se pensava em videoclipe, a levada do rap era bem mais simples
Pra chegar ao metrô, eu pegava buzo
O trançado no pé como eu sempre uso
Meus amigos de rua do meu lado, viajava no som que saia do nosso rádio box, pra quem entende do assunto
A todo instante chamados de vagabundos
Muitas vezes alvos de tiração, por sentir a liberdade dançando no chão
Nem deu tempo, chegaram, escudo, eles, os home, querendo acabar com tudo
Um batalhão de soldados na nossa frente, e o miltão colocando um pano pra gente
Gambé olhava pro rádio e dizia: Desliga isso!
Então fazíamos o som na lata de lixo
Todo mundo desafiava o perigo
Dj hum chegava e ligava o toca discos
Tudo em nome da cultura diversão
Atitude liberdade informação
Infelizmente isso já faz tempo
Como eu disse, no tempo da são bento
Quando nem se pensava em videoclipe, a levada do rap era bem mais simples
Havia pouco grafite nos muros, porém, o hip-hop era bem mais puro

Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Havia pouco grafite nos muros, porem, o hip-hop era bem mais puro

Vamo que vamo que o som não pode parar!

Hoje tá faltando hip-hop na veia
Muito olho gordo na conquista alheia
Não vejo mais o break na rua como antes, mas gente pra mandar no hip-hop tem bastante
Cultura de rua de fato, é a lei
Alguns preferem não dividi-la com ninguém
Não importa a quantia, não importa o valor, mantenham o verdadeiro hip-hop vivo, por favor
Com unhas e dentes, boombox correntes a garra de sempre com ódio e amor
Igual no tempo que nem se pensava em vídeoclipe, a levada era mais simples quando começou
B.boy sendo preso porque tava dançando e mc que foi morto no vagão do metrô
Tinha pouco grafite no muro, porém, o hip-hop era bem mais unido e puro

Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Havia pouco grafite nos muros, porém o hip-hop era bem mais puro

Visual estiloso, tênis bem loco
Sempre ia pro baile, pra tentar esquecer do sufoco
Trombava as pedrita fazia a colê aprendi muita coisa fazendo meu rolê
Nas festinhas da quebrada, nas casas de família, eu nem sabia, mas já era fundo de quintal
Então eu, conti, espaguete, mais uma pá de moleque, fundamos nosso grupo, coisa e tal
Era época, também, de j.r. Blow
Espero que esteja em paz com o pai celestial
Tudo que eu tô dizendo, te juro, não é presente ou futuro, faz parte da fase inicial
É sim de morrer de rir, quando a gente leva a sério o que se passa por aqui
Pega o cobertor, faz uma jaqueta
Traga seus artigos, pra fazer aquela treta
Quem já foi função sabe o que quero dizer, levanta a mão pra cima que eu quero ver
Em nome da velha são bento
Viajei no túnel do tempo
No tempo, que nem se pensava em videoclipe, a levada do rap era bem mais simples
Havia pouco grafite nos muros, porém o hip-hop era bem mais puro

Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Nem se pensava em videoclipe a levada do rap era bem mais simples
Havia pouco grafite nos muros, porém o hip-hop era bem mais puro
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados