Homens da Lei

Thaíde

Cuidado
Cuidado

Para o povo de São Paulo, de Osasco e ABC
A polícia paulistana chegou para proteger
Policial é marginal e essa a lei do cão
A polícia mata o povo e não vai para prisão
São homens da lei, reis da zona sul
Vestidos bonitinhos no seu traje azul
Somem pessoas, onde enfiam eu não sei

E não podemos dizer nada, pois não somos da lei
Oh meu Deus! Quando vão notar
Que dar segurança não é apavorar
Agora não posso mais sair na boa
Porque ela me para e me prende à toa
Não adianta dizer que ela está errada
Pois a lei é surda, segue mal interpretada
Tenho que me comportar e andar com juízo

Pois ela nunca está onde eu preciso
Se eles me pegam, avisem meu pai
Se saio dessa vivo não morro nunca mais
Não sei se meu destino é mofar atrás das grades
Ou ter meu corpo achado em um riacho da cidade
O que mudou e eu não entendi
É se fazem tudo isso pra se divertir

E com sua boa imagem ela gasta boa grana
São Paulo é um estado com muita segurança
O povo todo ela aniquila
Faz o trabalho errado, mas nunca vacila
E não tem erro, não tem apelo
Cortam sua cabeça, arrancam seus cabelos

Se você não for espeto vai cair em sono eterno
Passar dessa para outra e arder no inferno
O sistema é assim e ninguém nunca me disse
Tropeça no presunto e esbarra em tolices
E você tem rabo grande se escapa da morte

Se eles são os tais, eu quero ser também
Ser mal educado e não respeitar ninguém
Bater em qualquer jovem sem motivo nenhum
Andar em liberdade e sem drama algum
E você tem rabo grande se escapa da morte
Se ela nunca te parou você tem sorte

A burguesia nos ensina a não ter medo da morte
Nessa terra de sujeira sair vivo é sorte
Os homens da lei (são todos porcos)
Os homens da lei (são todos porcos. Porcos!)
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados