Algemas do Amor

Amado Edílson

Por causa de uma mulher
Dei um nó na minha vida
Agora vivo chorando
Me acabando na bebida

É grande o meu sofrer
Bebendo pra esquecer
Aquela ingrata e fingida

Que partiu e me deixou
Curtindo a dor da saudade
Eu que fui mestre do amor
Sou escravo da maldade
De um coração de pedra
Que agora se revela
Rainha da falsidade

Foi por ela que deixei
De correr nas vaquejadas
Não bebi nem mais fumei
Nem arrumei namorada
Respeitei o compromisso
Mesmo assim meu sacrifício
Pra ela não valeu nada

Quando esculto alguém falar
Em corrida de mourão
Sinto uma dor doendo
Do fundo do coração
Logo me vem a lembrança
Uma morena de trança
Que foi minha perdição

É nos finais de semana
Que aumenta a minha dor
Me lembro de quem eu era
E vejo quem hoje sou
Um vaqueiro desprezado
Que vive aprisionado
Pelas algemas do amor

Se um dia eu me livrar
Do laço que me prendeu
A quem não soube me amar
E só desgosto me deu

Eu vou deixar de beber
De chorar e de sofrer
Por quem já me esqueceu

Eu vou deixar de beber
De chorar e de sofrer
Por quem já me esqueceu
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados