Vaqueiro Desprezado

Amado Edílson

Vou contar uma história, de um vaqueiro afamado
Trabalhou 60 anos, numa fazenda de gado
E depois de ficar velho, do patrão foi desprezado!

O patrão disse: Vaqueiro não pode mais campiar, já
Está velho demais, escute o que eu vou falar, vá
Procurar outro canto pra você poder morar!

O vaqueiro disse
Patrão, eu lhe peço um favor. Não tenho casa e nem
Dinheiro e não sei para onde vou, já quê estou velho e
Cansado, deixa eu morar com o senhor?

O patrão disse
Vaqueiro, estar com a carreira encerrada. Pegue sua
Rede e seu saco, aqui não lhe devo nada! Lugar de
Vaqueiro velho, é morrer no meio da estrada!

Pegou sua mala e foi, seguindo naquela estrada, deu
Uma aboi na porteira, correu toda vacarada, urravam
Como diziam: Fica, meu véi camarada!

Os cavalos relinchavam, batendo o pé no mourão. A
Bezerrama chorava, como quem diz não vai não!
E o vaqueiro, coitado, seguiu naquele estradão

Depois que ele saiu, foi que o patrão foi ver, o valor
De um vaqueiro, que ele pôde perder
Desde o dia em que saiu, o gado começou a morrer

Ali, naquela fazenda, não tinha mais alegria... Tava
Se acabando tudo, todo dia boi morria!
E o patrão, desesperado, não sabia o quê fazia

Um dia, o patrão falando
E o quê que eu fiz, meu Senhor?!
A mulher dele escutando, ligeiro lhe respostou
Está pagando a maldade, que fez, com quem te
Ajudou!

E o patrão se levantou, e disse muito ligeiro
Minha mulher, vou agora, andar o Brasil inteiro!
Gasto o quê for preciso, mas, eu trago meu vaqueiro!

Pegou o seu carro, e foi, andando muito apressado
Chegando na capital, perguntou pra o delegado
Você me viu um vaqueiro, que andava desprezado?!
O delegado disse
-Sim, eu vou dizer pra você, com saudade da fazenda
Onde não pode viver, pediu p/ ficar aqui, até o dia
De morrer?!

E o patrão ficou suado, em um grande desespero, pediu
Para o delegado
Deixa eu ver o meu vaqueiro? Para salvar minha
Fazenda, eu pago qualquer dinheiro!

E o delegado, ligeiro, pro patrão fez um mandado
Quando ele viu seu vaqueiro, naquela cela, deitado
Lhe abraçou e disse a ele
- Me perdoe, que estou errado!
E o vaqueiro levantou-se e disse
Tá perdoado! O patrão vei me buscar, para cuidar do
Seu gado?
Ele disse: Sim senhor! Desde o dia em que deixou, tá tudo
Desmantelado

E o vaqueiro ligeiro, acompanhou seu patrão
Chegando lá na fazenda, foi tão grande a animação! O
Gado urrava e pulava e os cavalos relinchavam, pedindo
Boi no mourão!

No mesmo dia, o patrão ligou para o Brasil inteiro
Preparou uma vaquejada e convidou todos os vaqueiro
Daquele dia pra cá, a paz voltou a reinar na casa do
Fazendeiro

Para os queridos patrões, Amado dá nota 100, e pra
Aqueles que são ruim, Eu não dou nem um vintém!

Peço quem for fazendeiro, quem não gostar de vaqueiro
Não gosta mais de ninguém!

Peço quem for fazendeiro, quem não gostar de vaqueiro
Não gosta mais de ninguém!
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados