O Escolhido

Eliã Oliveira

Deus não olha aparência, pois Ele vê por dentro
Ele sonda os corações, conhece as intenções
E esquadrinha os pensamentos
Deus não aceita disfarce, cópia nem imitação
Se preciso lá do pó, Ele levanta o menor
E lhe enche de unção

O Senhor disse a Samuel: Vai a casa de Jessé
Pois lá escolhi um rei (escolhi um rei)
Junta todos os seus filhos
Pois o meu escolhido, lá eu te revelarei

E assim fez o profeta, seguiu na direção certa
Que o Senhor lhe ordenou
Mas quando viu o primeiro, bem vestido prazenteiro
Samuel assim falou

Esse deve ser um rei, o homem a quem Deus escolheu
Mas quando faz a consulta
Lá do alto, ele escuta a potente voz de Deus
Não olhe a aparência, pois a esse rejeitei
Deixa passar todos os filhos
Quando chegar o escolhido Samuel, eu falarei

Eu não olho a aparência, pois Eu vejo por dentro
Eu sondo os corações, conheço as intenções
E esquadrinho os pensamentos
Eu não aceito disfarce, cópia nem imitação
Se preciso lá do pó, levanto o menor
E lhe encho de unção

Passaram todos os seus filhos
Porém, a nenhum deles o Senhor escolheu
Tinham aparência de rei
Mas não era dessa vez, a escolha era com Deus

Segundo a direção do céu
Pergunta Samuel: Acabaram-se os mancebos?
Jessé disse: Tem um só, mas não serve, está no campo
Cuidando das ovelhas e ainda é o menor!

Então ninguém senta na mesa
Enquanto ele não chegar
Mande imediatamente alguém o buscar
E lá vem o menino com a funda
Um alforje e um cajado na mão

E quando o profeta viu o menino avançar
Deus falou: Levanta e unge
É este quem vai governar!
Samuel destampa o vaso
E derrama sobre ele o azeite da unção

Deus não olha aparência, pois ele vê por dentro
Ele sonda os corações, conhece as intenções
E esquadrinha os pensamentos
Deus não aceita disfarce, cópia nem imitação
Se preciso, lá do pó, ele levanta o menor
E lhe enche de unção
Se preciso, lá do pó, ele levanta o menor
E lhe enche de unção
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados