Meu Velho Ranchinho

Nestor e Nestorzinho

Tenho meu ranchinho velho lá na beira do caminho
Todo cercado de mato, esburacado, coitadinho
É uma jóia, uma lembrança, uma dor da ingratidão
Palavras que pra mim dói e me corta o coração

Meu ranchinho testemunha, abandono e sofrimento
A falta de uma promessa de quem fez um juramento
Da mulher que eu gostava recebi desolação
Já morreu minha esperança e a vida do sertão

Quando ela foi-se embora, adeus veio me dizer
Palavras que pra mim dói e jamais posso esquecer
Eu lhe disse com ternura, com amor e com carinho
Estas últimas palavras lá na curva do caminho

E agora que você vai se embora
Peça a Deus pra chover
Chover pra quê?, me disse ela
Pra apagar seu rastro pra mim não vê
Porque se eu vê eu sinto saudade de você

E agora quando chove lá na terra do caminho
Eu inda pareço ver o sinal dos seus pezinho
E como as águas vão caindo o ranchinho sem amor
Vai descendo do meu rosto minhas lágrimas de dor
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados