A Flor da Vida, a Arte do Encontro, Etc

JP Simões

Badudadubé, dubadubé...

Ela chegou tão aflita,
Ele pensou "hum, como é bonita!".
Chorou, pedindo "por favor,
Ajuda-me meu bom senhor!"

Sem hesitar, ele levou-a no apartamento,
E ela contou-lhe em pormenor o tormento
Das máfias da emigração que matam sem compaixão!(tshiu!)

Ficaram lá por casa. ele era um jovem só,
E ela começou a fazer pão de ló, pois...
Certo noite a gratidão desenfreou-os pelo chão...

Dizem que deus quando fecha uma porta abre uma janela,
Dizem com um sorriso que fica no nono piso.
E os mistérios do amor, os encontros, desencontros,
Não são mais que o torpor que vive nos sonhos dos tontos.

Ele pensou: "hum, que grande sorte.
Caiu do céu! ai, paixão tão forte!"
Sorriu no fim do expediente, foi ter com a sua adolescente.

Mas sem hesitar, ela levou tudo o que pôde levar
E ele encontrou um bilhetito no chão:
"muito obrigada pela sua ahhh... compreensão!"

Dizem que deus quando fecha uma porta abre uma janela,
Dizem com um sorriso que fica no nono piso.
E os mistérios do amor, os encontros, desencontros,
Não são mais que o torpor que vive nos sonhos dos tontos, como nós!
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados