Pequenos Homens

Viela 17

Um dois, um dois
Testando som Mv Bill está em Casa
Juntamente com meu parceiro Japão
Viela 17, um dois, um dois, testando som
E com você, representa

Ser pivete na favela é só problema, vive desacreditado
Pouco estudo muito esquema
Só pó, só merla, só álcool
O sonho é tá montado num carro importado
Destaque o olho vira, tá com pulso acelerado
No ronco 6 canecos, só viagem, só estrago
Escola, boteco é melhor e tem parceiro
Caderno só pra seda, só loucura, som maneiro
No rap moleque segue a trilha desde cedo
Cantor vira vapor e cliente é ele mesmo
Pra estar no visual, relógio loco é isso mesmo
Rolé em uma Pajero se moscar vai senta o dedo
Sem caô já era esse sonho de doutor
No rastro da cobra, pisou olho de águia morõ
É tem extinto tá ligeiro tudo a vera
Moscão pede arrego e se é playboy então já era
Não teme, policia muito menos fala grossa
Pipoca sem papo é roça, madame sorriu, destroça
Tá no covil, o lobo na empreita tio, vira fumaça, nem
Me viu bate carteira no cio

Pequenos homens que não temem o perigo, mané
Que tão na pista traficando defendendo um qualquer
Não tem sonho, contam com a sorte
Viaja na onda, mas caminha na estrada da morte
Pequenos homens que não temem o perigo, mané
Que tão na pista traficando defendendo um qualquer
Não tem sonho, jogam com a vida
Faz a correria no processo de descida

É Japão o bagulho tá doidão
Os moleque no apetite sonhando em virar ladrão
Na condição boladão, uma alma vai embora
A lata de merla estraga por dentro e por fora
Com ódio do mundo que o ignora
Faz suas leis, tu sabe que eu também sei
Garoto novo, preto, com sotaque de favela tá preparado
Pra guerra
Cada instante pode ser a sua hora
Considerado e odiado onde mora
Quem tá se acostuma, porém quem é de fora se apavora
Pela vida implora
Agora que o monstro nasceu você não dividiu, tão de
Olho no que é seu
Se liga na fita moleque
Que o anjo virou bicho e de pistola fuma beck
Nas ruas da "CEI" ninguém me conto eu vi, abandono tipo
Aqui na CDD
Não é difícil de se ver mesmo assim eu sobrevivi
Sendo a exceção na regra que não favorece
Juventude na favela a sociedade esquece
Depois que cresce é lembrado com frequência
Vida referência, representante da violência
Com consequência, pra quem vive ao seu redor
Já tá na desvantagem e ainda leva a pior
Então se liga só
Ambição em alta voltagem
Já fico no prejuízo, agora que vantagem

Pequenos homens que não temem o perigo, mané
Que tão na pista traficando defendendo um qualquer
Não tem sonho, contam com a sorte
Viaja na onda, mas caminha na estrada da morte
Pequenos homens que não temem o perigo, mané
Que tão na pista traficando defendendo um qualquer
Não tem sonho, jogam com a vida
Faz a correria no processo de descida
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados