Ouvir Música

Cada Vez Mais Xucro

Baitaca

Eu nasci num fundão de campanha
Mas conservo o Rio Grande no peito
Meu café foi um trago de canha
E eu cresci meio de qualquer jeito

O meu canto é marca e sinal
E as minhas rimas é tinido de espora
Corcoveando, escapei do bucal
E me sortei pra viver mundo afora

Gineteio no lombo do verso
Distribuindo carinho pro povo
E o meu teto é o próprio universo
Desgarrado, eu fui desde novo

Sou bagual sem estrevaria
No Rio Grande eu relincho sem medo
Se os arreio me for pras viria
Corcoveia extraviando o carquedo

O Rio Grande é meu acampamento
E eu me sento no próprio tição
Onde escrevo versos de talento
No costado de um fogo de chão

Eu levanto as quatro da manhã
Pego o chão pisando no orvaio
Os cabelos puro picumã
E os pé branco de cinza e borraio.
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

Playlists Relacionadas

Ver mais playlists →

O melhor de 3 artistas combinados