Lapa, Estrela da Noite Carioca

Tinga

Vai pra onde? vai pra Lapa?
Peraí que eu vou também
De azul e branco, não tem pra ninguém

Um encontro
Arte, sedução e alegria
Nasceu o berço da boêmia, bem vindo a Lapa
Meu povo genuinamente de pilares
Num passeio canto pelos bares
Caprichosamente lhe abraça na praça
Tem dança e jogo de capoeira
É o negro, o progresso desse chão
Nos arcos, a água banhou a sede desse pessoal
E hoje é cartão postal

Toca o sino, viva a santa, vem a família real
Abre portos pra cultura geral
Baile na sociedade, já vai começar
Ôh abre alas que eu quero passar

Novos caminhos, sobe e desce o bondinho
O velho Rio passo a passo afrancesou
A Lapa famosa ficou glamurosa
Garçom, mais um trago
Vem cá meu amor
Abre a janela vem ver a lua no céu
Meu terno novo e meu chapéu
Malandro de hoje não marca bobeira
Viver é ser feliz
Aqui, madame, todo dia é sexta-feira
É por isso que o povo diz
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados