Njinga: Mulher Guerreira, Rainha Africana de Matamba

Tinga

Nasci lá em matamba
Destino na kimbanda
Filha de Jaga, sangue real
Com bravura e coragem
Fiz valer minha linhagem
Defendi a África ancestral
Um dia as chibatas e correntes
Falaram alto pelas mãos do invasor
Vi sofrer a minha gente
Liberdade não tem cor

Ô, Luanda foi teu olhar, Luanda
Que viu chegar a cobiça lusitana
E lá vou eu, guerreira, princesa, mulher
Levar a paz, libertar o meu povo de fé

Ana, mudei a crença não mudei meus ideais
A chama da igualdade não se apagará jamais
Lutei nas batalhas venci
E nunca me entreguei
De volta ao meu lugar sou rei
Fui traída na minha raiz
Na eternidade eu renasci

É de angola é, maracatu e congada
A dona da madrugada, sou eu
É de angola é, eparrei oyá
Quando o vento soprar sou eu

Hoje o Bambas é rainha
Africana, quilombola, njinga
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados