Ouvir Música

No Balanço da Morena

Pedro Ortaça

No Balanço da Morena

Eu não refugo cavalo por mais velhaco que seja
Pois não vou de levar pealo de bagual ou de boteja

Não fujo de entrevero, de trabuco ou de adaga
Não é a toa parceiro que eu sou de São Luiz Gonzaga.

Mas quando a noite balança e cama fica pequena
Eu me seguro na trança pra não cair da morena

Não me mixo pra siá dona que tem rodinhas nos pés
Em bailanta de acordeona danço tudo o que vier

E se for pra cantar versos entre muitos ou a sós
Eu viro o mundo do avesso com a força da minha voz

Mas quando a noite balança e a cama fica pequena
Eu me seguro na trança pra não cair da morena
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não