O Rastro e a Poeira

Miro Saldanha

O RASTRO E A POEIRA
(Letra e Música: Miro Saldanha)

Na lida bruta,
de sol, tropa e poeira,
vida e lutas
vêm na minha esteira;
sombra e aguada;
lenha pra fogueira,
ronda e toada
pra a estrela boieira.

REFRÃO
O amor é igual à mãe-d'água,
que adoça a voz quando mente;
depois, some noite adentro e
leva o coração da gente!
Saudade é um rastro de fogo
que vem co'a estrela cadente.
Mas quem canta o mal espanta,
e não há de ser diferente!

Quem segue os passos
da tropa estradeira
recebe um laço,
o rastro e a poeira,
a crença no abraço
da sorte matreira e
a força no braço
pra uma vida inteira!

REFRÃO (bis)
Editar playlist
Apagar playlist
tem certeza que deseja deletar esta playlist? sim não

Momentos

O melhor de 3 artistas combinados